16:13:37

Seja sempre bem-vindo (a) e aproveite para visitar nossas outras páginas


  Niterói   "Nictheroy ou Nitheroy"

 

"Fundação Oscar Niemeyer" por Mircezar - Obra do próprio. Licenciado sob CC BY-SA 3.0 via Wikimedia Commons

Município de Niterói
"Cidade-Sorriso"
"Terra de Arariboia"
"Capital estadual da qualidade de vida"
À esquerda, o Museu de Arte Contemporânea de Niterói. Ao fundo, a Praia de Icaraí.

À esquerda, o Museu de Arte Contemporânea de Niterói. Ao  fundo , a Praia de Icaraí.
Bandeira de Niterói
Brasão de Niterói
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 22 de novembro
Fundação  22 de novembro de 1573 (439 anos)
Gentílico niteroiense
   
Localização
Localização de Niterói
Localização de Niterói no Rio de Janeiro
Niterói está localizado em: Brasil
 
Niterói
Localização de Niterói no Brasil
22° 52' 58" S 43° 06' 14" O
Unidade federativa    Rio de Janeiro 
Mesorregião  Metropolitana do Rio de JaneiroIBGE/2008 1 
Microrregião Rio de Janeiro IBGE/2008 1
Região metropolitana Rio de Janeiro
 Municípios   limítrofes    São Gonçalo,   Maricá  Rio de Janeiro 
  Distância até  acapital  10,9 km
Características geográficas
Área  129,3 km² 2 
População 487 327 hab. Censo IBGE/20103
Densidade 3 768,96 hab./km²
Altitude  m 
Clima Tropical4 5
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDHM 0,837 (RJ: 1º) – muito alto PNUD/20106
PIB R$ 11 214 103,000 mil Aumento (BR: 45º) – IBGE/2010 7
PIB per capita R$ 23 026,90 IBGE/2010
Página oficial
Site www.niteroi.rj.gov.br
 
Niterói é um município do estado do Rio de Janeiro, no Brasil. Conta com uma população estimada em 487 327 habitantes (2010) e uma área de 129,3 km², sendo a quinta cidade mais populosa do estado e a de maior Índice de Desenvolvimento Humano. Integra a Região Metropolitana do Rio de Janeiro. 
Foi a capital da província (e, a partir de 1892, estado) do Rio de Janeiro de 1834 até a fusão em 1975 do estado do Rio de Janeiro com o estado da Guanabara, quando a capital estadual foi transferida para a cidade do Rio de Janeiro. Tem os apelidos de "Cidade-Sorriso", "Niquíti" e "Terra de Arariboia". Dista 10,9 Km da capital fluminense. Seus principais acessos são a Ponte Rio-Niterói e as linhas de barcas até a cidade do Rio de Janeiro.
 
A cidade de Niterói é um dos principais centros financeiros, comerciais e industriais do Rio de Janeiro, sendo a 12ª entre as 100 melhores cidades brasileiras para negócios. Niterói vem acompanhando um alto índice de investimentos na cidade, como imobiliário e de comerciário, tanto advindos da herança de ter sido, até a metade da década de 1970, a capital estadual, como por sua proximidade geográfica à Cidade do Rio de Janeiro, como também pelo intenso desenvolvimento das atividades de exploração de petróleo offshore da Bacia de Santos e Bacia de Campos. 
 
Escritórios de serviços especializados, hospitais, universidades, museus, grandes redes de supermercados, shoppings-centers, inúmeras agências de automóveis, centenas de bares e restaurantes, etc., proporcionam muitas opções de entretenimento e prestação de serviços às famílias e às pessoas. 
 
Ao mesmo tempo, o Município está absorvendo uma série de investimentos industriais importantes nos setores ligados à cadeia produtiva de petróleo e gás. Destaque-se a reinauguração de estaleiros, com a reforma e a manutenção de plataformas e estruturas off-shore, além da construção de embarcações para o transporte de passageiros.
 
Segundo dados do IBGE/2010, o Produto Interno Bruto (PIB) nominal de Niterói foi de R$11,2 bilhões, figurando como o quinto município com maior PIB do Rio de Janeiro, depois da capital, a cidade do Rio de Janeiro, de Duque de Caxias, de Campos dos Goytacazes, e de Macaé, além de ser o 45º município mais rico do Brasil. Somente no setor de petróleo, a região responde por 70% do parque instalado fluminense do setor, concentrando desde empresas de offshore a estaleiros. 
 
A cidade é o segundo maior empregador formal do Estado do Rio de Janeiro, embora ocupe o 5º lugar quanto ao número de habitantes, que correspondentes a 4,11% do total da população da Região Metropolitana do Rio de Janeiro.
 
Niterói possui o melhor IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) do Estado e terceiro do país e estudo feito pela Fundação Getúlio Vargas em junho de 2011 classificou Niterói como "a cidade com população mais rica do Brasil", por possuir 30,7 por cento dela inserida na classe A. Considerando as classes A e B, Niterói também aparece em primeiro lugar, com 42,9% de sua população inserida nessas classes.
 
Niterói é a segunda cidade do mundo, superada apenas por Brasília, com a maior quantidade de obras projetadas pelo arquiteto Oscar Niemeyer. Em terrenos à beira mar, foram erguidos um complexo arquitetônico de arte e cultura de caráter popular com edificações que juntas com o Museu de Arte Contemporânea de Niterói (MAC) formam ao longo da orla o Caminho Niemeyer. Composto por sete equipamentos urbanos, o Caminho abriga o Centro de Memória Roberto Silveira, a Fundação Oscar Niemeyer, e o Teatro Popular de Niterói. Ele continua pela orla da Baía de Guanabara, passando pela Praça Juscelino Kubitschek, o Museu Petrobras de Cinema até chegar ao MAC.
 
 

Topônimo

"Niterói" (anteriormente escrito "Nictheroy" ou "Nitheroy") era o nome indígena da região atualmente ocupada pela cidade do Rio de Janeiro, no século  XVI . Foi adotado como nome da então "Vila Real da Praia Grande" em 1834, quando a cidade se tornou a capital da Província do Rio de Janeiro. Existem várias explicações sobre o significado do termo na língua tupi:

  • "água que se esconde";
  • "porto sinuoso";
  • "rio verdadeiro frio", pela junção dos termos 'y (rio), eté (verdadeiro) e ro'y (frio)

História

França Antártica

No ano de 1555, o navegador francês Nicolas Durand de Villegaignon se aliou aos índios tupinambás que dominavam a  Baía de Guanabara  e instituiu uma colônia francesa na região, a  França Antártica.  A região era evitada pelos portugueses por causa da hostilidade dos tupinambás.

A região desenvolveu-se sob o comando de  Villegaignon , que planejou construir uma cidade na região. Passado algum tempo,calvinistas que haviam imigrado da França para a colônia regressaram à França, onde acusaram Villegaignon de preconceito contra os protestantes e de má administração. O navegador francês teve de voltar à França para explicar-se.

Na ausência do governador francês, em 1560, Mem de Sá atacou e destruiu o forte francês que se localizava na Baía de Guanabara, o  Forte Coligny , sem, contudo, conseguir expulsar definitivamente os franceses da região. Estácio de Sá, sobrinho de Mem de Sá, que continuaria com o comando da guerra, recorreu à ajuda do chefe dos índios temiminósArariboia (que é um termo tupi que significa "cobra de água de arara"). Arariboia havia sido expulso pelos franceses de sua terra natal, a ilha de Paranapuã (hoje Ilha do Governador) e se refugiara na Capitania do Espírito Santo, onde se aliou aos portugueses e os ajudou a expulsar invasores neerlandeses. Arariboia aceitou o pedido do governador para ajudar os portugueses a expulsar os franceses da Baía de Guanabara, na esperança de reconquistar a ilha-mãe.

Com o fim da guerra, em  1567 , Arariboia recebeu o nome cristão de Martim Afonso. Mas Estácio de Sá resolveu ocupar a ilha de Paranapuã, tornando-a a Ilha do Governador. Para manter a segurança na Baía de Guanabara, Estácio de Sá insistiu com Arariboia para não voltar para a Capitania do Espírito Santo e convenceu-o a ocupar o lado direito da entrada da Baía de Guanabara, no lado oposto à cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro fundada por Estácio em 1565. Dessa forma, a entrada da baía ficaria totalmente protegida contra invasões. O local a ser ocupado por Arariboia era conhecido como Banda d’Além e foi para lá que Arariboia levou sua tribo, fundando a vila de  São Lourenço dos Índios .

>> Grande Niterói - SERVE ônibus e paisagens

Museu da Imprensa Brasileira
Museu da Imprensa BrasileiraLocalizado em Niteroi, antiga capital do Estado do Rio de Janeiro, situa-se o Museu da Imprensa Brasileira.
A visita vale a pena tanto para estudantes da área como também para o público em geral que esteja interessado na história da imprensa e a evolução de seus processos ao longo dos anos.
O acervo do museu possui publicações que registram fatos e momentos importantes da história. Além de uma réplica da prensa utilizada por Gutemberg, que é uma de suas principais atrações, o museu também possui em seu acervo antigos equipamentos de redação de jornal assim como antigas máquinas de prensagem e impressão de jornais.
Rua Marquês de Olinda, 29 - Centro - Niterói
Tel. 2620-1122-r. 211 | www.rio.rj.gov.br
Funciona de Segunda a Sexta Feira de 9 às 17horas
Visitas agendadas para grupos | Entrada Franca | É bom certificar-se antes sobre horários de funcionamento.
 
https://www.riodejaneiroaqui.com/portugues/museus-em-niteroi.html
Museu da Imprensa Brasileira
 
Museu da Imprensa BrasileiraLocalizado em Niteroi, antiga capital do Estado do Rio de Janeiro, situa-se o Museu da Imprensa Brasileira.
A visita vale a pena tanto para estudantes da área como também para o público em geral que esteja interessado na história da imprensa e a evolução de seus processos ao longo dos anos.
 
O acervo do museu possui publicações que registram fatos e momentos importantes da história. Além de uma réplica da prensa utilizada por Gutemberg, que é uma de suas principais atrações, o museu também possui em seu acervo antigos equipamentos de redação de jornal assim como antigas máquinas de prensagem e impressão de jornais.
 
Rua Marquês de Olinda, 29 - Centro - Niterói
Tel. 21 2620-1122 r. 211 | www.rio.rj.gov.br
Funciona de Segunda a Sexta Feira de 9 às 17horas
Visitas agendadas para grupos | Entrada Franca | É bom certificar-se antes sobre horários de funcionamento.
 
https://www.riodejaneiroaqui.com/portugues/museus-em-niteroi.html
 
NITERÓI antigo - Nictherohy
 
A vista de cartão postal do terminal de bondes e de ferry-boat (Cia. Cantareira) em Niterói, cerca de 1910. O pico ao longe, por cima do barco, é o Corcovado no Rio de Janeiro. A estátua do Cristo ainda não havia sido erguido.
 

Antiga barca da Cia. Cantareira 1950

Ferry-Boat "Valda III" 1970

Motor eléctrico 26 puxa reboque 139 passadando o mesmo no canto da Av. Rio Branco, dirigindo-se para Porto Velho/São Gonçalo.

Veja o excelente documentário do site: (https://www.tramz.com/br/ni/ni.html),

aqui em: >> Bondes e Trolleybus

>> + Bondes

Estação das Barcas

Icaraí - Itapuca

Galeria de fotos: Niterói antiga e atual.

Niteró 441 anos

Ir para > Icaraí - Praia de Itapuca câmera ao vivo