Seja sempre bem-vindo e aproveite para visitar nossas outras páginas


Saúde

A CURA PARA AS DOENÇAS

Entre os médicos mais bem informados e outros profissionais empenhados na defesa da saúde, há uma crescente tendência para aceitar a teoria de que todas as doenças começam quando o cérebro do indivíduo se encontra em estado de esgotamento. Por outras palavras, é fato bem conhecido que quem possui um cérebro inteiramente são e vitalizado, está praticamente imunizado contra todas as formas de doença.

Napoleon Hill do livro “A lei do triunfo

Todo médico inteligente sabe que a “natureza” ou a mente curam doenças todas as vezes que a cura é possível. Os remédios, a fé, os passes, a quiropatia, a osteopatia e todos esses estimulantes, nada mais são do que artifícios para auxiliar a natureza, ou falando mais propriamente, simples meios de pôr em ação a química mental com o fim de reajustar as células e tecidos do corpo, de revitalizar o cérebro e fazer assim com que a máquina humana funcione normalmente.

Napoleon Hill do livro “A lei do triunfo”

Todo corpo humano normal possui um laboratório químico de primeira ordem e um estoque de produtos químicos suficiente para executar os processos de triturar, assimilar e misturar de maneira adequada o alimento que ingerimos, antes de distribuí-lo nas partes onde ele é mais necessário para formar o corpo.

Napoleon Hill do livro “A lei do triunfo”

Sabe-se que os aborrecimentos, as emoções ou os temores interferem com o processo digestivo e, em casos extremos, detêm inteiramente esse processo, ocasionando doenças e até mesmo a morte. É claro, pois, que o espírito tem parte na química da digestão e da distribuição dos alimentos.

Napoleon Hill do livro “A lei do triunfo”

A Natureza odeia a preguiça em todas as suas formas. Dá vida contínua apenas aos elementos que estão em atividade. Amarre-se um braço ou outra parte do corpo tornando-o inativo, e dentro em pouco, a parte imobilizada se tornará atrofiada, ficando sem vida. Ao contrário, faça-se de um dos braços um uso maior do que o habitual, como acontece no caso do ferreiro que maneja um pesado martelo o dia inteiro, e esse braço se tornará mais vigoroso, mais forte e muito mais musculoso.

Napoleon Hill do livro “A lei do triunfo”

As drogas nem sempre são necessárias, mas a convicção na recuperarão sempre é.

NORMAN COUSINS

É a mente que torna bom o doente, que torna a pessoa desgraçada ou infeliz, rica ou pobre.

EDMUND SPENSER

A primeira convicção que devemos ter, se queremos criar uma mudança rápida, e a de que podemos mudar agora. Outra vez, a maioria das pessoas em nossa sociedade inconscientemente vincula muita dor à idéia de ser capaz de mudar depressa. Por um lado, desejamos mudar depressa, mas por outro nossa programação cultural ensina que mudar depressa significa que talvez nunca tivéssemos qualquer problema. Talvez apenas simulássemos, ou fôssemos indolentes. Devemos adotar a convicção de que podemos mudar de um momento para outro. Afinal, se você pode criar um problema num instante, deve ser capaz também de criar uma solução!

Anthony Robbins do livro “Desperte o gigante interior”

Há um instante em que a mudança ocorre. Por que não fazer com que esse instante seja agora?

Anthony Robbins do livro “Desperte o gigante interior”

Devemos ser muito cuidadosos na aceitação dos rótulos dos outros, porque assim que atribuímos um rótulo a uma coisa, criamos uma emoção correspondente. Em nenhuma outra área isso é tão verdade quanto nas doenças. Tudo o que já estudei no campo da psiconeuroimunologia reforça a idéia de que as palavras que usamos produzem poderosos efeitos bioquímicos. Numa entrevista com Norman Cousins, ele me falou sobre o trabalho que realizara nos últimos doze anos com mais de dois mil pacientes. Muitas vezes ele constatou que no momento em que um paciente era diagnosticado - ou seja, tinha um rótulo atribuído a seus sintomas - seu estado se agravava. Rótulos como "câncer", "esclerose múltipla" e "doença cardíaca" tendiam a produzir pânico nos pacientes, levando-os ao desamparo e depressão, que acarretavam uma deterioração da eficácia do sistema imunológico do corpo.

Anthony Robbins do livro “Desperte o gigante interior”

Elimine a causa, e o efeito cessa.

MIGUEL DE CERVANTES

Enquanto viverdes, todas as manhãs ao despertar e todas as noites, assim que estiverdes deitados fechai os olhos e repeti vinte vezes, seguidamente, com os lábios e em voz de modo que possais ouvir as palavras que proferis, sem tentar fixar a atenção em coisa alguma, contando, maquinalmente, com o auxílio de um cordão munido com vinte nós (dezenove ou vinte e um, porquanto não dou importância ao número vinte) a fórmula seguinte: “Todos os dias, sob todos os pontos de vista, estou cada vez melhor”. Só pode ser proveitoso pensar-se no que se diz, mas isto não é necessário. Emile Coué do livro “O domínio de si mesmo pela auto-sugestão” Diariamente, recebo cartas de pessoas que, extensamente, me explicam todos os sintomas dos seus sofrimentos e me perguntam o que devem fazer. Essas cartas são inúteis. O meu método sendo geral e, por conseguinte, referindo-se a tudo, não tenho conselhos especiais a dar, quaisquer que sejam os casos.

Emile Coué do livro “O domínio de si mesmo pela auto-sugestão”

“Sob todos os pontos de vista”. Que quer isso dizer? Isso quer dizer tudo, absolutamente tudo, todas as coisas físicas, todas as coisas morais, todas as coisas em que se pensa, mesmo aquelas em que se não pensa, porque se não pensarmos conscientemente nela, nosso inconsciente se encarrega de pensar por nós. (...)É, portanto, uma fórmula geral, pois se refere a tudo e, sendo geral, encerra em si todas as fórmulas particulares que cada um acredita necessárias a si próprio. (...) Esta fórmula é suficiente em todos os casos, quaisquer que sejam.

Emile Coué do livro “O domínio de si mesmo pela auto-sugestão”

Permito-me dar um conselho aos pais que desejam corrigir seus filhos, isto é, a todos os pais, aconselho a fazerem a sugestão nos seu filhos, durante o sono destes. Eis como devem proceder: todas as noites, assim que a criança tiver adormecido, entrar, vagarosamente, no seu quarto, parar cerca de um metro distante de sua cabeça, e repetir,seguidamente,vinte ou vinte e cinco vezes, em voz baixa, numa espécie de sussurro, a coisa que se desejarem obter dela.Com perseverança, chega-se muitas vezes a resultados os mais extraordinários, ao passo que outros processos têm falhado.

Emile Coué do livro “O domínio de si mesmo pela auto-sugestão”

Se forem bem seguidos, isto é, evitando-se todo o esforço, obter-se-á tudo o que for humanamente possível obter. Devo acrescentar que, muitas vezes, ignoro até onde vão os limites da possibilidade.

Emile Coué do livro “O domínio de si mesmo pela auto-sugestão”

Consideremos uma pessoa atacada de insônia. Se ela não faz esforços para dormir, ficará sossegada no leito. Se, ao contrário, quer dormir, quanto mais se esforça mais agitada fica.

Emile Coué do livro “O domínio de si mesmo pela auto-sugestão”

Arriscando-me a passar por louco, dir-lhes-ei que, se certas pessoas são, moral e fisicamente, doentes, é porque imaginam estar doentes, seja moralmente, seja fisicamente; se algumas pessoas são paralíticas, sem terem lesão alguma, é que imaginam estar paralíticas, e é entre estas pessoas que se dão as curas mais extraordinárias.

Emile Coué do livro “O domínio de si mesmo pela auto-sugestão”

A irritação provoca doenças.

Catherine Ponder do livro “Leis dinâmicas da prosperidade”

O ânimo alegre faz a idade florida; o espírito triste seca os ossos.

Provérbios 17;22

O corpo, incluindo nossos assuntos materiais, é o servo obediente da mente e se amolda aos nossos pensamentos e as nossas palavras. Quando nossos pensamentos e palavras são de enaltecimento, revigoram nossas vidas materiais.

Catherine Ponder do livro “Leis dinâmicas da prosperidade”

A natureza abomina um vácuo e, quando você começa a eliminar o que não quer, você, automaticamente, está abrindo caminho para o que quer. Desistindo daquilo que é menos importante você estará, automaticamente, dando lugar para o que você acha melhor para você.

Catherine Ponder do livro “Leis dinâmicas da prosperidade”

Pelo perdão, ele formou o vácuo necessário para que uma nova força pudesse restaurar sua saúde e deixar sua mente em paz.

Catherine Ponder do livro “Leis dinâmicas da prosperidade”

O ato de perdoar forma um vácuo e, apressadamente, dá lugar para que coisas melhores aconteçam.

Catherine Ponder do livro “Leis dinâmicas da prosperidade”

Muita gente, graças e uma doença mais séria, alivia seus sentimentos de culpa, por menos construtivo que seja o método.

Rollo May do livro “O homem à procura de si mesmo”

Não é suficiente saber que doença tem a pessoa, mas que pessoa tem a doença.

Hipócrates - pai da medicina

Se a doença está em você, logicamente a causa é você.

Lauro Trevisan do livro “O poder Infinito de sua mente 2”

O estresse não é o resultado de atividades intensas e sim do significado que o indivíduo dá a essas atividades.

Lauro Trevisan do livro “O poder Infinito de sua mente 2”

É mais que racional admitir que a Inteligência Infinita que o criou, a partir de uma célula, também pode curá-lo.

Joseph Murphy do livro “SUA FORÇA INTERIOR”

 

Fonte: http://maisdemilfrasesdeefeito.blogspot.com.br/2006/12/cura-para-as-doenas.html

"O Vaticano e a Ordem Rosacruz possuem, trancados em seus cofres, os pergaminhos originais da época de Cristo"
.
Mas, sabe-se que o Vaticano não transmite totalmente a verdade, restringindo-se, apenas, àquilo que lhe convém."
 
O Homem que publicou o texto foi expulso da Igreja Católica e condenado pelas leis do Vaticano.
 
Enquanto as pessoas buscarem a cura de suas doenças no corpo físico, continuarão soterradas sob uma avalanche de perguntas sem respostas, porque a doença não existe fisicamente, mesmo diagnosticada como existente.
 
O poder está em nosso subconsciente!
 
Cristina Cairo
 
Leia >> Joseph Murphy.

Você é seu próprio remédio

Chegou a hora de mudar totalmente as atitudes mentais. Não importa se, até aqui, você vivia no mundo da sua própria desolação. Este é o momento em que, a exemplo do que aconteceu com o filho pródigo dos evangelhos, você vai levantar-se, sacudir o torpor e o desânimo, e vai mergulhar, com fé e alegria, na mentalização da saúde, da cura, da felicidade, do sucesso e do bem-estar. Está a começar, neste instante, o seu milagre.
 
A força todo-poderosa, que age na mente, está dentro de si. Veja só que maravilha: você é o seu próprio remédio. Nenhuma doença resistirá ao estado mental positivo, alegre, vigoroso e cheio de fé. Lembre-se de que o Mestre já dizia que a fé move montanhas. E a fé é a energia fantástica que existe dentro de si. Sem dúvida nenhuma, você é muito maior do que a sua doença.
 
O psiquiatra Arnold Hutschneker, no seu livro «A Vontade de Viver», escreveu uma frase, que será mais uma força para si: «Se realmente desejamos viver, se temos incentivo para viver, se temos alguma coisa para a qual vivemos - então, estejamos embora muito doentes, se não esgotamos as nossas últimas energias físicas, não morreremos. Vivemos porque queremos viver.»
 
Sim, você deseja viver. Basta você concentrar-se, durante meia hora, sobre si mesmo, e verá que há muitas razões poderosas e irresistíveis pelas quais deseja ardentemente viver. Agarre-se com mãos e pés a esses motivos grandiosos, como o amor, a mulher, o marido, os filhos, os empreendimentos, os amigos, os ideais, os projetos, a alegria de viver, o maravilhoso milagre da vida, os netos, o seu barco, a quinta, o cão, o seu poder criativo, seja o que for, e torne tudo isso uma fonte inesgotável de energias positivas, de alegria, de forte expectativa.
 
E mentalize a saúde, imagine-se a realizar esses desejos, acredite nessa realidade mental. Dessa forma, estará a enviar poderosos impulsos ao cérebro, que reforçará os linfócitos T, os quais se dedicarão, com força, amor e coragem, à luta contra o mal que se abateu sobre si. E você ganhará a batalha, porque você é muito maior e mais poderoso do que a sua doença.
 
Seja um vencedor desde já. Pensar, é poder. Pode, quem pensa que pode.
 
Realiza, quem acredita que já realizou. Exatamente como ensinou o Mestre Jesus: «Crede que tendes alcançado e alcançareis.» Quando você ergue a sua mente, tornando-se positivo e otimista, já começou a cura da sua doença. A força e a energia nascem na mente e expressam-se no corpo.
 
Do livro "Pode quem Pensa que Pode", do Pe. Lauro Trevisan

Por que os médicos hoje acreditam que a fé cura?

Floriano Legado do Amaral

Deparamos com esta questão na revista "Seleções", edição de agosto de 2001, página 43, e nos apressamos em conhecer o conteúdo da matéria, elaborada por Lydia Strchl. E confirmamos o que já havíamos lido em outras fontes: Hoje, os médicos, apoiados em pesquisas que vêm sendo feitas em vários hospitais do mundo estão descobrindo que a fé realmente cura, ou pelo menos ajuda em muito os tratamentos médicos. Estamos certos de que uma olhadela nessa matéria ajudará muita gente que ainda vê a oração como simples ato místico, sem fundamento científico. Ei-la:

Um grupo de alunos de medicina vestidos de branco cerca um leito no Hospital Universitário de Georgetown. O paciente deitado na cama, Tom Long, fora esfaqueado no coração, estomago e, baço durante uma briga doméstica. Depois de sete cirurgias, foi liberado do hospital, com uma grande ferida no abdômen coberta por um enxerto cutâneo. Decorrido um ano, a lesão ainda não tinha cicatrizado. Assim, em dezembro de 1999, ele voltou ao hospital para se submeter à operação que por fim lhe fechou o abdômen.

Long relata, como já fez diversas vezes, a sensação de ser uma das poucas pessoas a sobreviver a uma facada no coração. Rhegar Foley, aluna do primeiro ano responsável pela entrevista, pergunta com nervosismo:

- Onde encontrou forças?

- É uma boa pergunta - diz Long, de repente vendo Rhegar como uma pessoa, e não mais apenas uma profissional de saúde.

Ele conta que deve a vida a algo mais do que os excelentes cuidados médicos que recebeu. Deve-se a Deus.

Faz-se silêncio. Os alunos cuja atenção havia se dispersado durante o relato histórico médico do paciente ficam alerta. Começam a surgir perguntas.

- A religião e a medicina têm uma relação inseparável - afirma Rhegar. - Vemos isso todos os dias. Mas não é apenas a religião organizada que dá força a alguns pacientes. - Todo mundo tem espiritualidade - diz ela. É isso, basicamente, que dá sentido à vida.

A ligação entre o corpo e espírito pode ser milenar, mas, conforme a cura foi se tornando uma ciência, os clínicos ocidentais se afastaram da espiritualidade e da fé religiosa. Agora, as necessidades dos pacientes, combinadas às pesquisas científicas que relacionam fé e boa saúde (ver Box) vêm pouco a pouco convertendo uma comunidade médica cética. Publicações científicas e livros abordam o assunto. Um número cada vez maior de médicos freqüenta conferências sobre fé e cura.

"Acho tudo isso parte de um retorno generalizado à espiritualidade", diz Carol P. Hausmann, psicóloga clínica que há seis anos fundou a Rede de Cura Judaica de Washington. A organização mantém grupos de apoio espiritual para pessoas enfermas. "A geração que agora está na meia-idade vê os pais envelhecidos, vê a si mesma envelhecer e busca profundidade e significado."

A ciência por trás da religião

Uma série de estudos recentes vem corroendo a parede entre igrejas e laboratórios. Essas pesquisas demonstraram, por exemplo, que aqueles que freqüentam serviços religiosos mais de uma vez por semana vivem, em média, sete anos mais do que os que não o fazem. Um estudo realizado em 1998 pelos médicos Harold Koenig e David Larson, do Centro Médico da Duke University, mostrou que as pessoas que freqüentam a igreja todas as semanas tinham menos probabilidade de serem internadas e, se fossem, não passavam tanto tempo no hospital quanto aquelas que iam à igreja com menos freqüência.

Essas correlações podem ser explicadas em parte pelo fato de aqueles que freqüentam a igreja terem uma probabilidade menor de fumar, beber ou envolver-se em comportamento sexual de risco, e mais chances de contar com uma rede de apoio social. No livro The faith factor: proof of the healing power of prayer (O fator fé:do poder de cura da oração) o clínico Dale Matthews destaca que a religião organizada oferece uma comunidade que faz e precisa que façam por ela - assar biscoitos, visitar pessoas, ajudar. E as pesquisas demonstram que pessoas isoladas vivem pior do ponto de vista psicológico e físico.

Alguns pesquisadores, porém, como o psiquiatra Martin W. Jones, cuja disciplina na Faculdade de Medicina da Universidade de Howard estuda a correlação entre a fé e cura, alegam que uma explicação completa sobre o efeito positivo da espiritualidade na saúde não é essencial.

"Não entendemos o mecanismo de muitas drogas. Sabemos apenas, pela observação de causa e efeito, que funcionam", diz o Dr. Jones. "Da mesma forma, conseguimos ver os efeitos da consciência espiritual de uma pessoa sobre a evolução de seu estado; portanto, por que não usá-la? É como o placebo", acrescenta. "Por que funcionou? Fé. É uma força muito poderosa.

Assim como a culpa. Richard P. Sloan, professor do Colégio e Cirurgiões da Columbia, opõe-se a que os médicos se "misturem" com as crenças religiosas dos pacientes. Para ele, se a medicina assumier a posição de que a devoção é saudável, o fato de alguém adoecer ou não se recuperar poderia ser considerado produto da falta de religiosidade.

Na verdade, mesmo os médicos que incluem a espiritualidade em sua maleta aceitam a importância de usar a fé apenas como um complemento à assistência médica e somente se o paciente estiver aberto a falar sobre suas crenças.

 

(Publicado no Correio Fraterno do ABC Nº 368 de Setembro de 2001)

>> Leia mais...Portal do Espírito

Salmo 103:3
 
« É Ele que perdoa todas as tuas iniquidades e sara todas as tuas enfermidades.
» Isaías 53:
4; «Verdadeiramente Ele tomou sobre Si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre Si; e nós O reputamos por aflito, ferido e oprimido.
5; Mas Ele foi ferido pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre Ele e pelas Suas pizaduras fomos sarados.»
 

Depoimento de um MÉDICO NATURALISTA

Simples Exercícios físicos: novidades da Medicina
Um médico naturalista estava muito triste porque participou de congressos e, embora comprovados, os resultados não são divulgados, como ele disse:- ‘NÃO DÁ IBOPE’.

Então ensinou a fazer um exercício  simples  que evita problemas cardíacos, melhora o problema de micro varizes e outro que evita o encurvamento da coluna:

1º.
Antes do  banho, exercitar a panturrilha (levantar o corpo na ponta  dos pés), primeiro rápido até esquentar as panturrilhas e  depois uma seqüência de 10 movimentos  lentos. Pronto. Esse exercício bombeia o sangue para o coração, melhora os batimentos cardíacos e evita obstrução das veias. Nos primeiros 6 meses, se a pessoa estiver com excesso de peso emagrece da cintura para baixo e, nos 6 meses seguintes, da cintura para cima; depois de 2 anos,não engorda mais e, alem de tudo, diminui o risco de uma cirurgia cardíaca que custa em média, hoje em dia, R$ 38.000,00 e, de um modo geral, os planos de saúde nem sempre pagam.

2º.
Em casa, coloque os seus pés em uma bacia com água bem quente (o famoso escalda pés), além de relaxar, esse  processo  desencadeia a dilatação dos vasos sanguíneos dos pés, melhora o cabelo e melhora a visão. Esse processo foi pesquisado com pessoas diabéticas e o resultado evidenciou a melhora na circulação sanguínea, diminuindo os casos  de gangrena, o quadro geral de saúde dos pesquisados melhorou e, como um fato relevante, a melhora da visão.

3º.
Ao acordar, deitado de barriga para cima pedalar120 vezes no ar. Esse exercício melhora o posicionamento da coluna e da postura diminuindo ou retardando o encurvamento e aliviando as dores nas costas.

Notícias assim não são  divulgadas por causa da pressão dos  grandes laboratórios farmacêuticos, mas podemos  repassá-las e ajudar alguém que precise dessas informações.

 

Fonte desconhecida: recebido por e-mail.

Vitalidade a seus pés

 
Na frente da TV, antes de dormir ou em qualquer momento que possa tirar os sapatos, aproveite para tocar seus pés. Basta alguns minutos para que a sensação de bem estar se espalhe pelo corpo todo. Esse gesto simples é a base da reflexologia, uma técnica milenar praticada por chineses e egípcios que estuda a relação de pontos específicos dos pés com os órgãos vitais. Foi trazida para o Ocidente no início do século 20 pelo médico americano William Fitzgerald e usada como recurso na hora de fazer diagnósticos ou prevenir doenças variadas.
 
O que a princípio despertava apenas curiosidade entre especialistas ocidentais virou assunto sério, e depois de muitos testes, realizados ainda no início do século 20, vários hospitais americanos – entre eles Boston City, Saint-Francis, Connecticut e Hartford – concluíram que a massagem nos pés indicava doenças. Dependendo do tipo e da intensidade da dor que o paciente sentisse, o médico identificava os órgãos comprometidos e fazia o diagnóstico. Hoje, a reflexologia é praticada em mais de 20 países, inclusive no Brasil.

Por que o efeito é positivo

A eficácia e os benefícios da prática regular da reflexologia são reconhecidos, mas orientais e ocidentais discordam sobre seu mecanismo de ação. Para os especialistas do Oriente, a técnica se baseia na livre circulação da energia vital, chamada ch’i. Quando determinado órgão apresenta excesso ou falta dessa energia, surgem dores ou doenças como sinal de alerta. O papel da massagem nos pés é justamente o de desbloquear e harmonizar o fluxo energético nos órgãos, assim eles funcionam melhor e a saúde é restabelecida.

Até o cérebro

Os ocidentais, por outro lado, descartam a idéia de uma energia invisível e explicam os efeitos com base na medicina. Os pés têm milhares de terminações nervosas e se ligam, através delas, ao restante do corpo. O médico Zang-Hee Cho, da Universidade da Califórnia, comprovou que sensibilizando determinada região do pé ativa-se a área do córtex cerebral correspondente ao reflexo.
 
“Com a massagem, essas terminações são despertadas e enviam estímulos para o cérebro, que ativa o sistema imunológico, beneficiando sua saúde em geral ou algum problema específico”, explica Armando Sérgio Austregésilo, presidente da Associação de Massagem Oriental do Brasil e autor dos livros Massagem e Sensibilidade e Curso de Massagem Oriental (ed. Ediouro).
 
“Observamos se alguma região do pé apresenta maior sensibilidade à dor e qual o órgão ligado a esse ponto. Se for o do estômago, é possível que a pessoa costume comer rápido demais ou que a qualidade da alimentação deixe a desejar. Consciente disso, pode-se mudar os hábitos e evitar problemas mais sérios. A prevenção é a principal função da reflexologia”, completa Sérgio.

Mãos e orelhas

Existem várias zonas reflexas no corpo, além dos pés. Mãos, orelhas, rosto, costas e abdômen concentram pontos reflexos que podem ser massageados. Os pés são os que têm a correspondência mais definida e de fácil localização. Os profissionais da reflexologia consideram que os pés reagem mais rápido aos estímulos. “As zonas reflexas da mão são menos sensíveis à massagem superficial, o que torna os pontos doloridos e difíceis de localizar”, explica a terapeuta corporal Diana Valer.
 
O grego Hipócrates (460-380 a.C.), pai da medicina, já usava os pontos das orelhas para tratar seus doentes. A auriculoterapia foi retomada por volta de 1950 pelo médico francês Paul Nogier. “Os pontos reflexos da orelha podem ser estimulados com o polegar e o indicador ou com o uso de agulhas colocadas apenas por profissionais”, explica Diana Valer.

Conte com esse alívio

Segundo a medicina chinesa, cada sentimento mexe com um órgão vital e, se for intenso ou vivido por um período prolongado, pode até comprometer a saúde. “A raiva vai direto ao fígado, o medo atinge os rins, a preocupação, a vesícula, a tristeza, o pulmão, e a ansiedade, o coração”, ensina o especialista Armando Austregésilo.
 
Ao massagear seus pés nas áreas correspondentes a esses órgãos, você também dissolve essas emoções e ganha tranqüilidade.
Veja abaixo os toques certos para aliviar ou prevenir males relacionados ao corpo e às emoções.
 
  • Estresse – Já que ele não é uma doença, mas um conjunto de sintomas, o ideal é massagear os pés por inteiro, especialmente na área reflexa da coluna, que costuma doer muito quando estamos estressados.
  • Insônia – Massageie a lateral externa dos pés, desde o calcâneo até o quinto dedo. Isso ajuda a desligar o carrossel de pensamentos que não deixa você dormir.
  • Cansaço – Região central dos pés, relacionada a estômago, rins e intestino e ao bom fluxo de energia.
  • Depressão – Área correspondente aos pulmões e ao intestino grosso.
  • Ansiedade – Se a ansiedade for do tipo coronário, que vem acompanhada de uma dificuldade de pensar e agir, massageie a região central dos pés, relacionada ao plexo solar. Se for causada por estados depressivos ou tristeza prolongada, massageie a área dos pulmões e do intestino grosso.
  • TPM – Dê atenção especial à região de rins, baço e pâncreas, ligada à satisfação e à alegria de viver.

Muitas maneiras de massagear os pés

Sempre que sentir necessidade de relaxar, não hesite e massageie os pés. “Além da pressão dos dedos, vale pisar sobre uma bolinha de tênis ou bambu, usar massageador elétrico ou de madeira”, sugere a terapeuta corporal Diana Valer, diretora da Humaniversidade, de São Paulo. A massagem não precisa ser demorada: cinco minutos por dia são suficientes para relaxar e despertar sensações boas. Andar descalço sempre que possível é outra ótima pedida, especialmente na areia. “Chinelos especiais, com saliências rígidas na parte interna, têm um ótimo efeito. Caminhar com eles por dez minutos, em dias alternados, é o bastante para estimular os órgãos vitais”, finaliza Diana.
 
Ao massagear estas áreas, você alivia dores na coluna e regulariza o funcionamento dos órgãos vitais, o que dá a sensação de bem-estar geral.

Sinais de alerta

Ao massagear os pés, você pode aproveitar para perceber como anda sua saúde e quais são seus pontos mais sensíveis – basta seguir a orientação do especialista em reflexologia Armando Sérgio Austregésilo, de São Paulo. Use óleo essencial ou hidratante e, com o polegar, procure identificar as áreas doloridas nos dois pés e veja na figura abaixo quais são os órgãos correspondentes a essas zonas reflexas.
 
Nas áreas mais sensíveis, faça massagem todos os dias, sem fazer força. “A dor tende a diminuir, o que significa que o corpo já desenvolveu um estímulo adequado para lidar com o problema”, diz o terapeuta.
 
Há duas formas de fazer a massagem, de preferência com os polegares: em movimentos circulares ou pressionando a região. “Tente as duas maneiras”, sugere Armando. “A mais indicada é a que suaviza a dor em até dois minutos.” Se depois de uma semana de prática diária a dor não sumir, procure o médico para investigar se há algum problema.

ATENÇÃO!

  • Grávidas ou doentes crônicos devem perguntar ao médico se não há contra-indicações na prática regular da automassagem.
  • Caso algum ponto dos pés apresente dor insuportável, o melhor é interromper a massagem e investigar com médicos ou terapeutas corporais a causa da dor.
bonsfluidos.abril
http://4.bp.blogspot.com/_cFQwgUsjNpo/S1iCjFPlqQI/AAAAAAAAFj8/8dyUnFHndq8/s400/PESPONTOS.jpg
Passe o mouse para ampliar a imagem
Aumentar o tamanho de uma imagem ao passar o mouse

CodigoFonte.com.br

Pouse o mouse na imagem para amplia-la.

Cravo-da-India, um aliado da Saúde

 

Cientistas espanhóis acreditam ter encontrado uma forma natural de conservar os alimentos e mantê-los saborosos sem o uso de químicos: cravo-da-índia. Devido a suas propriedades antioxidantes, o condimento já vem sendo tratado como o novo aliado da saúde, em uma descoberta que poderá ter grandes implicações na indústria alimentícia.

De acordo com o estudo, publicado na última edição da revista Flavour and Fragrance, o cravo-da-índia é um excelente antioxidante pois possui altos níveis de fenol. "De cinco propriedades antioxidantes testadas, o cravo-da-índia teve a maior capacidade de se livrar do hidrogênio, reduzir bem a peroxidação dos lipídios e foi o melhor redutor de ferro", disse Juana Fernández-López, da Universidade Miguel Hernández.

A pesquisadora explica que a oxidação da gordura é uma das principais razões para a deterioração dos alimentos, provocando uma "redução significativa de seu valor nutricional, assim como uma perda de sabor". "Os resultados [do estudo] mostram que o uso de antioxidantes naturais utilizados na dieta mediterrânea, ou seus extratos, são uma opção viável para a indústria alimentícia, já que as características do produto não são afetadas".

Para a pesquisa, foram comparadas as propriedades do orégano, tomilho, alecrim e sálvia. "Essas substâncias possuem alta capacidade antioxidante e podem trazer efeitos benéficos para a saúde", salienta a cientista. 

De acordo com Robert Falck, professor do curso de gastronomia da Universidade Anhembi Morumbi, o comércio desses botões secos de flores que não desabrocharam permaneceu sob monopólio de portugueses e holandeses durante séculos, até que um diplomata francês chamado Poivre furtou sementes da planta em 1769 e ampliou sua oferta no mercado. “Na Idade Média, o cravo custava quatro vezes mais que a noz-moscada, que já tinha preços estratosféricos”, afirma.

Era utilizado então para mascarar o sabor de alimentos estragados e condimentar uma infinidade de receitas, numa época em que as especiarias eram muito valorizadas. Com sabor pungente, entre acre e picante, o cravo deve ser usado sempre com parcimônia, para não se sobrepor aos outros ingredientes do prato.

Atualmente, ele é utilizado no mundo inteiro. “Algumas preparações são indissociáveis, como a peça de presunto espetada com cravos e um aromático clássico da culinária, chamado cebola “piqué”, que perfuma o molho bechamel (cebola espetada com cravos e louro)”, diz Falck. “Também forma receitas clássicas com repolho-roxo, laranja, maçã e carne de porco. Inteiro, entra em marinadas, geléias e compotas. É muito usado ainda no “garam masala”, um tipo de curry simplificado.” Outra receita, típica desta época, não o dispensa: o quentão das festas juninas.

Com propriedades bactericidas, atribuídas a um elemento do seu óleo essencial chamado eugenol, é usado em chás caseiros para combater resfriados e dores de garganta. Segundo Rosa Nepomuceno, autora de “Viagem ao Fabuloso Mundo das Especiarias” (ed. José Olympio), a odontologia o emprega em bochechos e no alívio da dor de dente, e é usado também contra cólicas digestivas, gases e diarréia.

Teste de qualidade

Para testar a qualidade dos cravos, coloque um ou dois na água. Se flutuarem na vertical, estão excelentes. Caso contrário, já perderam suas propriedades. Por ser menos perecível, dê preferência ao cravo inteiro, que dura até um ano quando é protegido do sol.

Fumo 

Os principais consumidores de cravo, no mundo, são os habitantes da Indonésia, responsável pelo consumo de mais de 50% da produção mundial. O principal uso desta planta não é, contudo, na cozinha e sim na confecção de cigarros aromatizados com cravo, aí extremamente populares, a ponto de se afirmar que todo o país, em virtude deste hábito, parece estar odorizado com o suave e característico aroma do cravo.

Fonte: veja.abril - pat.feldman - wikipedia

 

Mistura de cravo-da-índia e água mata larva do mosquito da dengue

JORNAL HOJE 27/03/2013 14h41

G1

No Amazonas, INPA descobre que cravo-da-índia mata larvas da dengue. A especiaria possui Eugenol, que se mostrou eficiente contra a larva. Mistura de cravo-da-índia e água mata larva do mosquito em até 24 horas.

“Uma substância chamada Eugenol, encontrada no cravo-da-índia, tem a capacidade de combater larvas de mosquito da dengue. A descoberta foi feita por pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), que conseguiram se livrar das larvas do mosquito em 24 horas usando a especiaria. A utilização da substância como um agente antipragas não é uma novidade, mas sim a sua eficácia contra o Aedes Egypti.
 
O Inpa foi pioneiro em experimentar a capacidade característica da substância na prevenção do mosquito da dengue. A fórmula está em processo de patente, mas é bem simples e pode ser feita em casa: basta bater no liquidificador 60 botões de cravo com uma xícara de água. É a concentração ideal para manter o efeito do Eugenol. Não precisa peneirar. A mistura deve ser guardada na geladeira por até um ano.
 
A pesquisadora do INPA, Ilea Brandão Rodrigues afirma que a aplicação também é simples. “Em pratos pequenos de 15 centímetros, serão aplicadas três gotas. Para pratos médios, o número de gotas a ser aplicadas passa de quatro. A mistura tem um efeito de aproximadamente 14 dias”, explicou. A pesquisadora explica ainda que até mesmo nos reservatórios de água o produto pode ser usado, porque o cravinho é comestível. “Com isso, qualquer pessoa pode lançar mão que funciona”, garante.
 
Os testes foram feitos em várias casas, como a do cozinheiro Gilson Brasil, que aprovou a fórmula do cravo e manteve outros cuidados de prevenção. “As garrafas, se tiver, sempre de boca para baixo. Jogar sempre a água que fica embaixo do vaso. Essa fórmula ajuda a matar mesmo as larvas ”disse.”
 
http://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2013/03/no-amazonas-inpa-descobre-que-cravo-da-india-mata-larvas-da-dengue.html

CRAVO-DA-ÍNDIA

Caryophyllus aromaticus
Família: Mirtáceas.
Sinônimo: Cravinho.
Parte utilizada: Botão floral seco.

Principais constituintes: Cariofilina (princípio amargo), tanino. Amido, oxalato de cálcio, matérias mucilagnosas, resinosas, óleo essencial, constituído por um mistura de eugenol, furforol, vanilina etc.


Propriedades: Estimulante estomacal, aromático, anti-séptico, odontálgico


Indicação: Usado como condimento, ativando a secreção gástrica e facilitando a digestão; como aromático, entra na preparação de várias fórmulas. Dos seus subprodutos destaca-se o óleo essencial, pelos suas propriedades anti-sépticas e odontálgicas, sendo largamente usado, principalmente em Odontologia.

Fontes:
Enciclopédia das Ervas e Plantas Medicinais, René Morgan. Editora Hemus, 1994.
O totum em Fitoterapia, Jean-Luc Sallé. Editora Robe, 1996.

 

http://emedix.uol.com.br/fit/cravodaindia.php

Plantas Medicinais

 
A Espinheira Santa combate problemas de estomago, combate as dores provocadas pela acidez dos alimentos, evita a fermentação dos alimentos no estomago e a formação dos indesejados gases. As Espigas de Milho e seus cabelos, contem sais minerais super importantes, sais de cálcio, potássio, estereoma, ceras, glúcide e muito mais.
 
O Eucalipto é uma planta super importante contra a arma, é expectorante, balsâmico, combate bronquite e sinusite. O Poejo, contra dores estomacais, gases e problemas com o estomago. O chá de Sene também é muito recomendado para substituir os laxantes e purgativos e ainda oferece a vantagem de não mudar a rotina do tubo digestivo. 
 
A famosa Pata de Vaca, combate a tão temida diabete, é antidiarreica, diurética. Como podemos perceber, são os mais diversos tipos de plantas que nos fazem muito bem, muitas vezes nem deixam que precisemos usar remédios farmacêuticos. E o melhor de tudo é que se cuidarmos regularmente, elas nos permitem nem ao mesmo ter essas doenças.
 
Outra planta que esta entre as plantas medicinais mais comuns, é a Alcachofra, que serve como diurético, contra diabetes, colesterol, pressão alta, problemas de fígado e muito mais. O Alecrim também é outra das diversas plantas medicinais que fazem muito sucesso, é anti-séptico para o pulmão, calmante, auxilia contra problemas de memória, é contra problemas de cansaço mental e muito mais
 
http://www.ideiasmodernas.com/

a Abóbora

Um segredinho revelado.
 
Alguns anos atrás, um meu ex-professor me mostrou uma análise de sangue; o que eu vi me deixou impressionado. Os cinco principais parâmetros do sangue, ou seja: uréia, colesterol, glicemia, lipídeos e triglicerídeos apresentavam valores que, em muito excediam os níveis permitidos.
 
Comentei que a pessoa com aqueles índices já deveria estar morta ou, se estava viva, isto seria apenas por teimosia. O professor, então, mostrou o nome do paciente que, até então, tinha sido ocultado pela sua mão. O paciente era ele mesmo! 
Fiquei estupefato! E comentei: "Mas como? E o que você fez?". Com um sorriso, ele me apresentou a folha de uma outra análise, dizendo: "Agora, olhe esta, compare os valores dos parâmetros e veja as datas".
 
Foi o que eu fiz. Os valores dos parâmetros estavam nitidamente dentro das faixas recomendadas, o sangue estava perfeito, impecável, mas a surpresa aumentou, quando olhei as datas; a diferença era de apenas um mês (entre as duas análises da mesma pessoa)! 
Perguntei: "Como conseguiu isso? Isso é, literalmente, um milagre!" Calmamente, ele respondeu que o milagre se deveu a seu médico, que lhe sugeriu um tratamento obtido de outro médico amigo. Este tratamento foi utilizado por mim mesmo, várias vezes, com impressionantes resultados. Aproximadamente, uma vez por ano, faço análise de meu sangue e, se algum dos parâmetros estiver apresentando tendência ao desarranjo, volto imediatamente a repetir esse processo. Sugiro que você o experimente. 
 
Aqui está o SEGREDO: Semanalmente, por 4 semanas, compre, na feira ou em supermercado, pedaços de abóbora. Não deve ser a abóbora moranga e sim a abóbora grande, que costuma ser usada para fazer doce. Diariamente, tire 100 gramas da casca da abóbora, coloque os pedaços no liquidificador, junto com água (SÓ ÁGUA!), e bata bem, fazendo uma vitamina de abóbora com água. Tome essa vitamina em jejum, 15 a 20 minutos antes do desjejum (café da manhã). Faça isso durante um mês, toda vez que o seu sangue precisar ser corrigido. Poderá controlar o resultado, fazendo uma análise antes e outra depois do tratamento com a abóbora. De acordo com o médico, não há qualquer contra-indicaçã o, por tratar-se apenas de um vegetal natural e água (não se usa açucar!). 
 
O professor, excelente engenheiro químico, estudou a abóbora para saber qual ou quais ingredientes ativos ela contém e concluiu, pelo menos parcialmente, que nela está presente um solvente do colesterol de baixo peso molecular : o colesterol mais nocivo e perigoso - LDL . 
Durante a primeira semana, a urina apresenta grande quantidade de colesterol LDL (de baixo peso molecular), o que se traduz em limpeza das artérias, inclusive as cerebrais, incrementando, assim, a memória da pessoa.
 
Há apenas um inconveniente: o sabor da abóbora crua não é muito agradável! Nada mais. 
Porém, há um detalhe importante: nem a abóbora, nem a água poderão ir para a geladeira, porque a refrigeração destrói os ingredientes ativos da vitamina. Esta é a razão de ter que comprar, semanalmente, a abóbora, pois, fora da geladeira, ela se estraga rapidamente. 
 
Referência: 
[1] Salvatore de Salvo e Mara Teresa de Salvo, Novos Segredos da Boa Saúde, Editado pela Biblioteca 24x7 - www.biblioteca24x7. com.br
São Paulo-SP, novembro /2008.

Como fazer Soro Caseiro de forma fácil e pratica

 
Para aprender como fazer soro caseiro, você vai precisar nada mais nada menos, do que um litro de água mineral, uma colher de chá de sal e duas colheres de sopa de açúcar, tendo esses ingredientes não precisam de mais nada, basta misturar tudo muito bem e com certeza você terá um ótimo soro caseiro e já não mais vai precisar aprender como fazer soro caseiro.
 
O soro caseiro deve ser usado em situações principais quando as pessoas estão mau a tal ponto que não conseguem mais comer nada, ele tem uma função de hidratação do corpo e garante uma resistência maior em meio a essa situação. Muito recomendado também para animais de estimação que estão passando mau ou que estão doentes. Podemos dizer que ele oferece apenas um problema maior, que é o inchaço no corpo do paciente, que no caso, é retrovercio quando o tratamento com soro acaba.  Bem agora que você já sabe como fazer soro caseiro basta colocar em pratica quando precisar.
 
http://www.ideiasmodernas.com/

Preparação da Receita de Medicamento Antigo  texto ORIGINAL

>> baixar img: Receita de medicamento antigo.doc (218 kB)

RECUPERAÇÃO DA MEMÓRIA

 
Uma mulher de 75 anos de idade tinha o hábito de dizer para si própria: "Estou perdendo a memória.
Um dia ela resolveu mudar de procedimento e começou a fazer-se a seguinte auto-sugestão: 
 
"A partir de hoje minha memória está melhorando em todos os sentidos. Sempre me lembrarei do que necessite saber, a qualquer momento e em qualquer lugar". 
 
"As impressões recebidas por mim serão mais claras e mais definidas.
Saberei conservá-las automaticamente e com facilidade.
Qualquer coisa que eu deseje lembrar, apresentar-se-á imediatamente da forma correta à minha mente".
 
"Estou melhorando rapidamente a cada dia e dentro de muito pouco tempo minha memória será
melhor do que nunca".
 
Ao fim de três semanas sua memória voltou ao normal e ela ficou encantada.
 
do livro "O poder do subconsciente" do Dr.Joseph Murphy.

Água Oxigenada benefícios:

1- Mata os germes bocais;
 
2- Clareia os dentes (coloque uma colher de sobremesa de água oxigenada vol. 10 e em meio copo d'água, bocheche por um minuto, depois cuspa);
 
3- Tira os germes das escovas de dentes que causam gengivite e outros (mantenha a escova numa solução de água oxigenada 10 vol.);
 
4- Desinfeta as superfícies melhor que qualquer outro produto (excelente para banheiros e cozinhas);
 
5- Elimina fungos dos pés que causam chulé (utilize á noite sobre os pés, também evita frieira e outros fungos);
 
6- Evita infecções;
 
7- Desinfeta;
 
8- Ótimo cicatrizante, passe em todos dos tipos de ferimentos (use várias vezes ao dia, alguns casos de gangrena regrediram com o uso);
 
9- Mata germes e outros micro-organismos nocivos;
 
10- Alivia o nariz que estiver com constipações, gripe ou sinusite (misture meio-a-meio com água pura e pingue no nariz, espere alguns minutos e assoar o nariz);
 
11- Ajuda manter a pele saudável (use no banho, pode ser usada em caso de Micose;
 
12- Desinfeta roupas que tiveram contato com sangue ou secreções corporais (Deixe de molho numa solução de água oxigenada antes da lavagem normal);
 
13- Mata bactérias na cozinha, inclusive salmonela (após o uso dos utensílios, desinfete com água oxigenada);
 
14- Remove tártaro dos dentes (molhe a escova com a água oxigenada e escove normalmente, o tártaro sai aos poucos);
 
15- Descolorir pelos dos braços (aconselhável passar creme de óleo de amêndoas antes de iniciar o processo, use a água oxigenada vol. 40 + pó descolorante, passar sobre os pelos que deseja descolorir e aguardar entre 10 á 30 minutos, lave o local onde passou a loção, após o processo);
 
16- Clareia as manchas no rosto (passe toda noite com pequenos ?toques? em cima da mancha que deseja sumir);
 
17- Clareia as unhas ( coloque num pote água quente e uma tampinha de água oxigenada ou uma colher de sopa do produto, deixe suas unhas mergulhadas nessa solução por 10 minutos e retire. Obs: As unhas devem estar limpas e sem esmalte);
 
18- Tira água do ouvido (Pingue uma gota de água oxigenada e tira aquele efeito aquário, quando fica muito tempo na água da piscina ou do mar);
 
19- Deixa os pés lisos, livre de rachaduras, fungos, chulé e frieiras (coloque 10 comprimidos de melhoral adulto + 1 vidrinho de glicerina médio + 1 vidrinho de água oxigenada, triture o melhoral num recipiente, até ficar em pó, acrescente os demais ingredientes, misture e tampe. Use á noite, antes de ir dormir);
 
20- Tira manchas de vinho e de sangue das roupas (pingue em cima da mancha e depois lave normalmente, proceda com água fria de preferência);
 
21 - Desinfeta tábuas de carnes e outros utensílios domésticos (Diga adeus a salmonela).
 
Fonte: - Facebook

 

Arte ancestral de harmonização da energia vital do ser humano

Img: revista Depende de Você

  

Dicas da Medicina Chinesa

Para manter a saúde, esfregue as mãos sempre que se lembrar. 

Durante o dia, tome cinco copos d‘água e sorria 50 vezes.

Acupuntura Auricular

Para conhecer clique na imagem

Cerveja

A cerveja foi elevada ao status do vinho no que diz respeito aos benefícios à saúde. Um novo estudo espanhol comprovou que tomar uma caneca da bebida por dia combate diabetes, evita ganho de peso e previne contra hipertensão. Além de ter graduação alcoólica baixa, a cerveja contém ainda ácido fólico, vitaminas, ferro e cálcio – nutrientes que protegem o sistema cardiovascular.
 
“Nesse estudo, nós conseguimos banir alguns mitos. Sabemos que a cerveja não é a culpada pela obesidade, já que ela tem cerca de 200 calorias por caneca – o mesmo que um café com leite integral”, destaca a médica Rosa Lamuela, uma das responsáveis pela pesquisa feita em parceria entre a Universidade de Barcelona, o Hospital Clínico de Barcelona e o Instituto Carlos III de Madri.
 
Os especialistas afirmam também que a cerveja não é a responsável pelo aumento da gordura abdominal. A culpa, na verdade, seria dos aperitivos gordurosos, como salgadinhos e frituras, que grande parte das pessoas consome junto à bebida.
 
O estudo, realizado com 1.249 homens e mulheres acima de 57 anos, indica que mulheres podem tomar dois copos pequenos de cerveja por dia, enquanto para os homens estão liberados até três copos. Contudo, o hábito deve estar associado a uma dieta saudável e a exercícios físicos regulares.
 
Revista Veja

+ Fitoterápicos

Abacateiro - abacaxi - Abóbora - Açafrão - Agrião - Alecrim - Alface - Algas - Alho - Ameixa - Boldo - Cacau - Café - Camomila - Romana - Camomila Vulgar - Canela da China - Cebola - Cenoura - Chá Verde - Chicória - Coentro - Cominho - Cravo-da-Índia - Erva Cidreira - Figo - Gengibre - Ginko Biloba - Ginseng - Guaraná - Hortelã - Manjerona - Maracujá - Mate - Noz Moscada - Orégano - Pitangueira - Salsa - Sálvia - Tamarindo - Tomilho.
 

Artigos

 
 
  • Chá de Camomila é benéfíco à saúde 
  • Curry e cebola podem ajudar a prevenir câncer no cólon
  • Consumo de cacau rico em flavanol melhora estrutura e função da pele
 

>> leia mais

CURRY

Curry - Planta

Farmácias e Drogarias Credenciadas no Aqui Tem Farmácia Popular - Estabelecimentos no Estado do Rio de Janeiro. >> Baixar em pdf 312 KB

Ir para >> Bulas de Remédios

 

Ir para  >> Saber Mais

Ver >> Cristina Cairo "A Linguagem do Corpo"

Advertência para páginas relativas à saúde: 

embora as matérias publicadas sejam de fontes fidedignas, elas têm caráter informativo, não devendo ser utilizada como substituto ao diagnóstico médico. Dependendo de cada caso existem recomendações próprias.

Portanto, se necessitar de ajuda, consulte um profissional na área de saúde natural.